Pages Navigation Menu

Seu portal de notícias sobre o envelhecimento

Pesquisa brasileira propõe tratamento alternativo ao Parkinson

Via Infonet

 

parkinson

 

O Parkinson é uma doença progressiva do sistema neurológico que afeta, principalmente, o cérebro. No Brasil, estima-se que 3% das pessoas com a idade acima de 40 anos sofrem com a doença. Com objetivo de buscar um tratamento alternativo para a doença de Parkinson, a pesquisadora do Instituto de Tecnologia e Pesquisa (ITP) e doutora em Fisiologia, Margarete Zanardo Gomes, desenvolve estudos com o uso da própolis vermelha.

O projeto apoiado pela Fundação de Apoio à Pesquisa e Inovação Tecnológica do estado de Sergipe (Fapitec/SE), tem como base o tratamento da doença através do ‘Extrato hidroetanólico da própolis vermelha’, um produto natural produzido por abelhas sendo característico da região Nordeste.  A coloração avermelhada da própolis é encontrada apenas nos mangues dos estados de Alagoas e Sergipe.

A pesquisa consiste em utilizar um produto oriundo de Sergipe que já possui inúmeras atividades biológicas descritas como atividade cicatrizante, antitumoral e antioxidante. Segundo a pesquisadora Margarete Zanardo, o uso da própolis vermelha pode ser considerada uma alternativa no tratamento. “É uma doença que não possui tratamentos efetivos até hoje então, o extrato hidroetanólico da própolis vermelha, é uma nova estratégica terapêutica”, relatou.

O estudo iniciou em 2011, e desde então o grupo já desenvolveu  defesas de mestrado e doutorado, e a consolidação de uma equipe de neurociência experimental para a investigação de produtos naturais e as suas atividades biológicas. “O projeto possui estudos de prevalência e de incidência da doença, que vem aumentando, pois, a expectativa de vida é maior, então há maiores indícios dessa doença devido à idade. Outro fator importante é o uso de agrotóxico, causando uma maior incidência da doença de Parkinson“.

Parkinson

A doença Parkinson é um dos principais e mais comuns distúrbios nervosos da terceira idade, sendo caracterizada, principalmente, por prejudicar a coordenação motora e provocar tremores e dificuldades para caminhar e se movimentar. Os sintomas costumam ser suaves no início, mas como o Parkinson é uma doença progressiva, os

Deixe seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *